O eu sozinho… (Análise de um egóico) por Marcelino Lira

3 01 2008

(Escrito baseado em um indivíduo que conheci, mas que não se diferencia de muitos que eu vejo por aí…)

O poemeira egóica… 

“Eu!!!

Que grande conquista para a humanidade!!!

Por que será que os outros não percebem que eu sou o melhor?

Que todos devem me servir?

Que seria um privilégio para eles?

Afinal de contas eu sou único!

Minhas visões sobre a vida são sempre as melhores!

Ainda que eu não leia, eu não pense, eu não faça, eu não acredite, mesmo assim, eu sou… EU!

Não sabem os outros que a sua existência serve unicamente para me servir?

Para me admirar…Eu sou … EU!

Os outros são apenas coadjuvantes para a minha presença…

Pra que a árvore cairia na floresta se não fosse para ser notada por mim?

O que seria das outras pessoas se eu não existisse?

Elas precisam perceber a importância do eu!

Caso elas me tenham como exemplo, quem sabe, com muito esforço, se transformariam em pessoas mais interessantes…

E o meu amor deve ser igual a mim! Só que do sexo oposto! Porque eu sou perfeito!

O problema está nas outras pessoas que não percebem que eu sou o máximo!!! 

Então… Por que é que me sinto tão só?

Por que é que preciso sempre chamar a atenção dos outros?

Por que existe este vazio em meu interior que precisa sempre ser preenchido indefinidamente?

Caso eu fosse o bastante… Realmente precisaria da presença do outro???” 

Imagine a vida atormentada que deve ser um indivíduo que vive unicamente em função de si!

Coitado!!!

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: