O cidadão culto… O meio termo!

19 01 2008

Lou Andreas-Salome

 

“O cidadão culto ocupa entre os dois (santo e criminoso) uma posição intermediária: por sua cultura, ele se opõe a tais desvios com uma certa violência; como ele avança a passos menores, moderando a sua caminhada, ele esgota a força que possuia para cumprir coisas extraordinárias. É assim que a violência original dos povos primitivos e das crianças toma um caráter de “criminalidade”; os seres mais próximos da infância são movidos pelas pulsões – o que torna possíveis suas transformações súbitas e seus rejuvenecimentos”

Andreas-Salomé, Lou. Carta aberta à Freud. São Paulo: Landy, 2001, p. 57.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: