Mundialização do crime?

27 06 2008

 

« La criminalité est  aujourd’hui pour une large part, transnacionale en rasion de la mondialisation croissante de la planète, cela n’exclut pas des variantes règionales. Mais elle témoigne également du changement social qui agit sur l’evolucion de la criminalité. » 

PICCA, Georges. La criminologie. Paris :Presses Universitaries de França,  2005, p. 41.

 

 

 

 

Anúncios

Ações

Information

3 responses

30 06 2008
Laura Maciel Freire de Azevedo

Marcelino, deixa de ser “amostrado”!!! (risos)

Tecla SAP pra a gente saber o que é e poder comentar!!!! (risos)

Abração!!!

1 07 2008
Marcelino

Desde a Torre de Babel que os homens não se comunicam como antes…
Mesmo assim, quando conseguem, as palavras falham no que querem expressar…
Então por que não deixar no original???

M.

1 07 2008
Laura Maciel Freire de Azevedo

Ora, mas não se quer alterar o original!!!!

Quer-se ao menos entender!!!!

É certo que a tradução muitas vezes peca na fidelidade… Mas se o que importa é a fidelidade da idéia, cabe então ao tradutor colocar as palavras que mais se aproximem da idéia original…

Se as palavras são ditas e não são compreendidas, não há comunicação, ora essa!!! Aí idéias tão preciosas acabam ficando perdidas, como aquela velha história que diz que um porco achou na lama uma pedra enorme de diamante… E ele por acaso sabe o valor que aquilo tem???

Ok, já sei o que você vai dizer: tem palavras que ainda que sejam ditas, são compreendidas de maneira equivocada, não é assim? Ora, então você há de convir que a culpa não é do interlocutor: é do intérprete!!! É alma dele que lê e não a cabeça do interlocutor. Eu acho poemas a coisa mais linda do mundo; conheço pessoas que detestam: ou porque não entendem (já me disseram isso mesmo) ou porque simplesmente não gostam. E nem por isso os poemas deixaram de ser valiosos pra mim. Porque minha alma tem sede deles. Só por isso.

Lembra? “O problema do direito não está no legislador. O aplicador do direito é que estraga.”

É o intérprete!!!! Se comunicação é uma arte, a interpretação é o “ângulo” a que Émile Zola se referiu para perceber a coisa como “arte”.

Anda, não seja teimoso, traduz!!! Pior é que eu fico mais curiosa!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: