Mais palavras do mestre…

17 07 2009

diabinho_e_anjinho

Na luta entre id e superego quem perde é sempre o coitado do “ego”. Por outro lago o ego não existiria, como o conhecemos, não fosse a dita batalha… O superego, pelo seu articulador metapsicológico:

“O superego é para nós o representante de todas as restrições morais, o advogado de um esforço tendente à perfeição – é, em resumo, tudo o que pudemos captar psicologicamente daquilo que é catalogado como o aspecto mais elevado da vida do homem. Como remonta à influência dos pais, educadores, etc., aprendemos mais sobre o significado se nos voltarmos para aqueles que são sua origem. Via de regra, os pais, e as autoridades análogas a eles, seguem os preceitos de seus próprios superegos ao educar as crianças. Seja qual for o entendimento a que possam chegado entre si o seu ego e o seu superego, são severos e exigentes ao educar os filhos. Esquecem as dificuldades de sua própria infância e agora se sentem contentes por identificar-se eles próprios, inteiramente, com seus pais, que no passado impuseram sobre eles restrições tão severas. ” 1

1. FREUD, S. Novas conferências introdutórias sobre Psicanálise. Rio de Janiero: Imago. 1996. p. 72.

Anúncios

Ações

Information

One response

20 07 2009
Laura Freire

Qual a vingança mais frequente do ego? O inchaço!!!

Porque aí ele passa por cima do superego…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: